Pular para o conteúdo principal
Turkish Airlines History

1933

A State Airlines Administration foi fundada em conexão com o Ministério da Defesa. Com um dos primeiros aviadores da Turquia, Fesa Evrensev, no papel de CEO, o orçamento inicial da organização era de 180.000 liras turcas. A equipe era formada por 24 pessoas: 7 pilotos, 8 mecânicos, 8 funcionários administrativos e 1 operador de rádio. 

A primeira frota continha duas aeronaves King Bird, com 5 lugares, duas Junkers F-13, com 4 lugares, e uma ATH-9, de 10 lugares.

1934

O CEO Fesa Evrensev foi sucedido pela segundo-tenente reformado Aynî Bey.

1935

A State Airlines Administration une-se com o Ministério das Obras Públicas.

1936

Şevket Arı trona-se CEO.

A aquisição de novo estoque eleva o número total de aeronaves para 8 e o total de assentos para 64; enquanto isso, o orçamento sobe para 1 milhão de liras turcas.

1938

A State Airlines Administration assume o novo nome de State Airlines General Directorate e une-se ao Ministério dos Transportes.

O coronel-piloto reformado Ferruh Şahinbaş assume como CEO.

1943

Seis aeronaves D-Havilland Domini são adicionadas à frota.

1944

Cinco aeronaves Junkers-52 são adicionadas à frota. O número total de assentos aumenta para 185.

1945

Com a adição de 30 aeronaves Douglas DC-3 e 3 C-47s, o total de aeronaves sobe para 52 e a capacidade de passageiros chega a 845. O aumento da frota também permitiu que o número de destinos de voo aumentasse de 3 a 19.

1946

O número total de passageiros já atingira 18.000 em 1945, mas com a compra de mais uma aeronave, em 1946, esse número aumenta para um total de 37.000. 

O State Airlines General Directorate muda de nome para State Airlines Administration General Directorate, e o coronel-piloto reformado Osman Nuri Baykal inicia seu período como CEO.

1947

Ocorre o primeiro voo internacional, voando de Ancara a Istambul e a Atenas. Publicidade e promoções começaram a assumir maior importância como parte de uma campanha para aumentar o número de passageiros.

1951

A frota, atualmente com 33 aeronaves e com capacidade geral de 720 passageiros, começa a voar para novos destinos, como Nicósia, Beirute e Cairo. 

1953

São iniciados voos para a peregrinação Hajj, oferecendo aos peregrinos uma alternativa mais rápida e confortável para a jornada.

A construção do aeroporto internacional prevista pela Convenção de Chicago é concluída no distrito de Yeşilköy, em Istambul, e aberta a tráfego internacional. O aeroporto estava equipado com uma pista de padrão internacional, um terminal moderno de passageiros, hangares de manutenção e sistema de rádio eletrônico.

1954

Rıza Çerçel é nomeado à direção geral. 

1955

Com a promulgação do Estatuto 6623, o nome State Airlines General Directorate sofre outra mudança, desta vez assumindo o nome atual de Turkish Airlines. 

1956

A Turkish Airlines Inc. atinge 60 milhões de liras turcas em capital. 

A Turkish Airlines entra para a International Air Transport Association (IATA), um organismo criado para facilitar colaboração de companhias aéreas em questões comerciais, técnicas, administrativas e econômicas e para evitar a concorrência desleal.

1957

A Turkish Airlines abre suas portas para investimentos externos. A companhia aérea britânica British Overseas Airways Corporation (BOAC) tornou-se parceira, comprando uma fatia de 6,5%. O CEO da BOAC, Sir George Cribbett, entra para a diretoria da Turkish Airlines.

A Turkish Airlines associa-se à Société Internationale de Télécommunications Aéronautiques (SITA), fornecedora de serviços de telecomunicação a companhias aéreas.

Em 1957, o número total de aeronaves da Turkish Airlines frota era de 28: 19 aeronaves DC-3, 7 aeronaves de passageiros Heron e 2 aviões de carga C-47. 

1958

Cinco aeronaves Viscount 794 entram para a frota. A mudança dos motores a pistão para jato anuncia uma nova era na história da aviação civil. O número de passageiros transportados duplicou em relação ao ano de 1956, alcançando um total de 394.000.

1959

Escritórios de vendas abertos em Roma e Atenas.

1960

Seis aeronaves F-27 entram para a frota. Frankfurt é adiciona ao serviço internacional Ancara-Istambul-Atenas-Roma.

1961

A abertura da rota Ancara-Istambul-Viena-Frankfurt leva o número de voos semanais para três.

Os comandantes Zihni Barın e Nurettin Gürün passam 30 horas atravessando o Atlântico para trazer duas aeronaves F-27 dos Estados Unidos para Istambul.

Começa a ser usado o emblema da Turkish Airlines, desenvolvido por Mesut Manioğlu e conhecido como "ganso selvagem".

1962

O general-de-divisão reformado Şahap Metel é nomeado CEO. O número de aeronaves da frota sobe para 34, aumentando a capacidade para 1.120 passageiros.

1964

Abertas rotas para Bruxelas, Munique e Tel Aviv.

1965

Abertos serviços a Amsterdã, Belgrado e Tabriz.

1967

Em 18 de agosto, o primeiro avião DC-9, número de registro TC-JAA, foi contratado e passou a fazer parte da frota.

O primeiro serviço de jato internacional ocorreu na rota Ancara-Istambul-Bruxelas. Iniciam-se os serviços para Zurique, Budapeste e Genebra.

Um novo contrato foi assinado com a empresa Petrol Ofisi para o fornecimento de combustível para aviões. 

1968

O capital da empresa passa de 90 milhões para 200 milhões de liras turcas.

O segundo avião DC-9, número de registro TC-JAB, entrou para a frota.

1969

Aberta a rota para Colônia.

Três McDonnell Douglas DC-9s são adicionados à frota.

1970

Mais duas aeronaves DC-9 adicionadas à frota. 

1971

Começam os serviços para Düsseldorf e Stuttgart.

A frota já totaliza 22 aeronaves: 3 Viscounts, 7 F-27, 8 DC-9-30 e 3 jatos B-707, conferindo uma capacidade de 1.961 passageiros.

1972

Novas rotas para Hanôver e Hamburgo foram abertas.

Com a adição de mais dois DC-10 à frota, a capacidade de passageiros sobe para 2.669. O capital da empresa mostrou 100% de aumento, subindo de 200 para 400 milhões de liras turcas.

1973

Outro DC-10 é adicionado à frota. O caminho que fora iniciado 40 anos antes, com uma modesta equipe de 24 pessoas, seguia agora bem no seu caminho, com uma família muito maior, de 4.437 pessoas.

Mais cinco aeronaves F-28 ingressam na frota, elevando a frota total para 26 aeronaves.

Abertas novas rotas para Copenhague, Berlim e Nuremberg.

O número total de passageiros transportados, que havia atingido 528.000 em 1967, aumenta para 2,5 milhões em 1973.

1974

A frota é ainda mais ampliada com a adição de quatro aeronaves B-727-200.

A Cyprus Turkish Airlines foi fundada como parceria de 50% com a Turkish Airlines.

São comprados três McDonnell Douglas DC-10. A Turkish Airlines foi a primeira empresa na Europa a comprar uma aeronave com dois corredores e capacidade de 345 passageiros.

1977

É executada uma pesquisa para pesquisar as solicitações e as críticas dos passageiros domésticos.

O Ministério das Finanças promulgou a Resolução 53315/6967, renacionalizando a Turkish Airlines, que havia sido aberta a investimentos estrangeiros 20 anos antes.

As ações da BOAC são compradas pelo Ministério das Finanças.

1978

São abertas novas rotas para Bagdá, Teerã e Trípoli.

O número total de aviões chega a 22, com capacidade de 3.306 passageiros.

O número de passageiros transportados chega próximo de 3 milhões.

1980

Começa o serviço ao Cairo.

1982

A Turkish Airlines já é uma organização internacional de grande porte, com 27 aeronaves, 3.909 assentos e 5.375 funcionários.

1983

No seu 50º ano, a frota de 30 aeronaves com capacidade de 4.037 passageiros transportou 30.000 toneladas de carga e 2,5 milhões de passageiros por 3 continentes.

O número total de funcionários sube para 5.775.

Começa a ser publicada a revista mensal, Turkish Airlines Magazine.

1984

O capital da companhia, que saltara de 60 milhões de liras turcas em 1955 para 20 bilhões de liras turcas em 1984, agora atinge 60 bilhões de liras turcas.

A Turkish Airlines torna-se oficialmente uma empresa estatal.

1985

São adicionados quatro Airbus A310 à frota, abrindo novas rotas ao Extremo Oriente e transatlânticas.

Começam as atividades no serviço de Primeira Classe para todos os destinos, sendo os primeiros Londres e Jidá.

Entra em operação o Centro de Processamento de Dados Eletrônicos no Aeroporto de Ataturk, permitindo que todos os procedimentos de reserva e bagagens perdidas sejam executados eletronicamente.

1986

Começa o serviço no Extremo Oriente, com voos para Cingapura.

1987

O capital da empresa já atinge 150 bilhões de liras turcas.

O início da prestação de serviços a Nova Déli, Kuala Lumpur e Lyon eleva o número de rotas internacionais para 42.

O número de passageiros transportados supera 1 milhão em voos domésticos e mais de 3,5 milhões de passageiros no total.

1988

Três aeronaves A310-300 são adicionadas à frota. São abertas rotas para Helsinque, Túnis, Argélia, Oslo, Basileia e Nova York.

Voos para Nova York fazem da América do Norte o quarto continente a ser atendido pela Turkish Airlines.

1989

É implementado o novo sistema de manuseio de bagagens BAHAMAS, para acelerar o tempo de processamento de bagagens. Novos serviços iniciados para Tóquio, Bangcoc e Moscou.

A frota é expandida com duas novas aeronaves Airbus.

A Turkish Airlines Magazine muda de nome para Skylife.

A SunExpress é fundada, com a Turkish Airlines e a Lufthansa detendo ações conjuntas por igual.

1990

O capital da empresa atinge 700 bilhões de liras turcas.

Uma porção de 1,53% na Turkish Airlines foi colocada à venda ao público como parte do programa de privatização.

A empresa estava afiliada à Administração de Parcerias Públicas.

Novas rotas abertas a Bengasi e Budapeste.

1991

A aeronave B-737 é adicionada à frota. O capital atinge 2 trilhões de liras turcas.

1993

O número de destinos sobe para 78, com 55 rotas internacionais e 23 serviços domésticos.

A frota foi rejuvenescida, reduzindo a idade média das aeronaves para 6,2 anos. As aeronaves A-340-300 e RJ-100 são adicionadas à frota.

A frota aumenta ainda mais com 11 aviões Boeing 737 e 2 Airbus 340-300.

A adição de aeronaves Airbus 340 anunciava o início dos voos diretos a Tóquio e também com três classes de serviço diferentes, com disponibilidade de tarifas de Primeira Classe, Classe Executiva e Classe Econômica.

1994

O capital da empresa aumenta para 6 trilhões de liras turcas.

Outro A340-300 entra para a frota. É promulgado o Estatuto 4046, levando a Turkish Airlines para o Departamento de Privatização do Primeiro Ministro da República Turca, conferindo a si a qualidade de corporação estatal.

1995

Viagem de Primeira Classe oferecida na aeronave A-310-318.

O capital da empresa atinge 10 trilhões de liras turcas.

São adicionadas à frota três aeronaves B-737-400, duas RJ-100, sete B-737-400 e três RJ-100.

A rede doméstica é expandida para incluir Çanakkale, Bodrum e Tokat, enquanto as rotas internacionais de Osaka e Tirana também entram em serviço.

Três aeronaves B-727-200 são convertidas em aeronaves de carga.

1996

O site da Turkish Airlines é lançado, no endereço www.thy.com.

O capital da empresa já atinge 50 trilhões de liras turcas.

Novas rotas abertas para Konya, Sinop e Kahramanmaraş, além de novos serviços internacionais para Tbilisi, Sarajevo e Joanesburgo.

Um quarto A-340-300 é adicionado à frota, e quatro aeronaves B-727-200 são retiradas de serviço.

A Airbus declarou a Turkish Airlines vencedora do prêmio de companhia aérea que faz melhor uso do A340 no mundo todo e também indicou a equipe da Turkish Airlines como piloto de treinamento de Airbus.

1997

Um quinto A-340-300 torna-se parte da frota.

Em 31 de outubro, um contrato de reserva de capacidade é assinado com a Japan Airlines para a rota Istambul-Osaka-Istambul.

1998

É assinado um contrato de parceria com as cinco grandes companhias aéreas europeias do Qualiflyer Group.

São assinados contratos de reserva de capacidade com a Austrian Airlines para os voos com destino a Viena saídos de Istambul, Ancara e Esmirna. São assinados contratos semelhantes com a Swissair para voos de Istambul a Zurique, Genebra e Basileia, e também para os voos de Esmirna para Zurique.

Outros contratos de reserva de capacidade foram feitos com a Croatia Airlines para a rota Istambul-Zagreb-Istambul e com a Japan Airlines para a rota Istambul-Tóquio-Istambul.

Seis aeronaves B-737-800 da nova geração são adicionadas à frota.

Como a organização que mais trouxe moeda estrangeira para a economia turca, a Turkish Airlines ocupou o primeiro lugar no Golden Plaque Awards apresentado pela Câmara de Comércio de Istambul.

1999

São compradas mais nove aeronaves B-737-800 e uma sexta aeronave A-340-300, proporcionando à Turkish Airlines uma frota de 75 aeronaves, com três modelos diferentes, transportando 10,6 milhões de passageiros por ano.

Um acordo de codeshare (conjunto) foi assinado com a Malaysia Airlines para a rota Istambul-Kuala Lumpur-Istambul.

O capital da empresa sobe para 175 trilhões de liras turcas.

2000

A frota é expandida, com sete aeronaves B-737-800 e A340-300.

O acordo de codeshare com a Austrian Airlines chega ao fim.

Um contrato de reserva de capacidade é assinado com a Asiana Airlines para a rota Istambul-Seul-Istambul.

Acontece o primeiro voo comercial para Sidney, por ocasião dos Jogos Olímpicos.

São adotados acordos de codeshare com a American Airlines, oferecendo conexões de Nova York, Miami e Chicago para 10 destinos internos nos EUA.

É lançado o programa especial de passageiros, o Miles&Smiles.

Mais acordos de codeshare são assinados para as seguintes rotas: Istambul-Hong Kong-Istambul (Cathay Pacific Airlines), Istambul-Varsóvia-Istambul (Air Poland) e Istambul-Praga-Istambul (Czech Airlines). Entram em serviço rotas para grandes destinos no Extremo Oriente, incluindo Xangai e Seul.

2001

Mais duas aeronaves B-737-800 ingressam na frota e 6 aeronaves A310-200 são vendidas à Iran Air.

Um acordo de codeshare é celebrado com a Sun Express para a rota Antália-Frankfurt-Antália.

Voos para Ancara começam do aeroporto Sabiha Gökçen, em Istambul.

A central de atendimento da Turkish Airlines opera no telefone +90 212 444 0849.

2002

A frota é expandida com duas aeronaves B-737-800.

É iniciado o serviço para Pristina.

2003

Entram em serviço rotas a Nova Déli e Sivas. Um acordo de codeshare com a Air India leva à criação do serviço Istambul-Nova Déli-Istambul.

São disponibilizados eTickets e check-in online.

2004

O número de passageiros transportados excede 12 milhões.

A Boeing assina um contrato de manutenção de 10 anos com o Turkish Airlines Technical Maintenance Center.

O serviço de atendimento online para relações com clientes é lançado no site www.turkishairlines.com.tr, com objetivo de facilitar o processamento de sugestões e reclamações de clientes.

O relatório de consumidores da Association of European Airlines classifica a Turkish Airlines em segundo lugar, entre todas as companhias aéreas europeias, por decolagens pontuais e menor número de incidentes de bagagem perdida.

2005

Relatório de inspeção anual da Autoridade Federal de Aviação dos EUA (Federal Aviation Authority, FAA) revela que um grande número de oficinas e unidades do Turkish Airlines Maintenance Center já atingia nível de falha zero.

Entram em serviço rotas para Casablanca, Lisboa, Oslo e Astana.

O professor adjunto Dr. Temel Kotil torna-se CEO da Turkish Airlines.

Iniciados os voos para o aeroporto de Londres-Stansted, partindo de Istambul e Antália.

Resultados antes de impostos atingem 27,5 milhões de liras turcas.

Na inspeção feita pelas Equipes de Padronização da Aprovação de Manutenção (MAST) da Joint Aviation Authority (JAA) quanto a segurança das aeronaves na Turquia, a Turkish Airlines atinge o mais alto desempenho em manutenção técnica e reparos.

São disponibilizadas novas opções de preços para passageiros.

Ocorre a maior compra da história da Turkish Airlines. São adquiridas 59 aeronaves para a frota: 36 aeronaves Airbus A-330-200, A-321-200 e A-320-200, além de 23 aeronaves B-737-800 da Boeing.

Toma-se a decisão de abrir 23 rotas internacionais.

Outra decisão leva à criação dos hangares de manutenção da Turkish HABOM, da Turkish Airlines Technic e do Turkish Airlines Training Centre.

Chegam as primeiras 3 das 59 aeronaves encomendadas à Airbus e à Boeing: um Boeing 737-800 da nova geração, um Airbus A320 e o primeiro Airbus A330 da Turquia.

2006

É iniciado o programa Miles&Smiles de vantagens para passageiros, oferecendo aos associados quatro opções de cartão, com diferentes funcionalidades.

A frota ganha sua 100º aeronave.

Tomada a decisão de entrar para a Star Alliance, a confederação global de companhias aéreas, com a Turkish Airlines se inscrevendo nos protocolos preliminares do grupo.

Novas rotas abertas e Liubliana, Abu Dhabi, Duchambe, Rostov, Saná, Donetsk, Tabriz, Cazã, Belgrado, São Petersburgo, Helsinque, Mascate (conexão em Doha), Veneza, Dublin, Riga, Adis Abeba (conexão em Cartum), Sudão/Cartum (conexão em Adis Abeba), Ecaterimburgo, Dnipropetrovsk, Mumbai, Minsk, Osaka e Lagos.

A Turkish Airlines passa com êxito na inspeção de Auditoria de Segurança Operacional da IATA (IOSA, ou IATA Operational Safety Audit), tornando-se a primeira operadora IOSA da Turquia.

A central de atendimento passa a oferecer a compra de bilhetes.

Aberto o Escritório de Design Técnico da Turkish Airlines na Universidade Técnica de Istambul (ITU) como parte da Faculdade de Aeronáutica e Astronáutica da ITU.

Em linha com seu espírito de "qualidade" e "as pessoas em primeiro lugar", a Turkish Airlines começa a melhorar os serviços de alimentação a bordo ao assinar um novo acordo de parceria com a Do & Co PLC. A Turkish Airlines Technic PLC é aberta com um capital de 271.325.800 liras turcas.

A Turkish Airlines controla 100% das ações da empresa, formada principalmente por peças e componentes técnicos das aeronaves.

Turkish Airlines atinge o padrão ISO 9001:2000.

O CEO da Turkish Airlines, Temel Kotil, é selecionado para o Conselho de Governadores da IATA.

Começam os voos diretos para Cingapura.

É assinado um acordo entre a Turkish Airlines e a Kenya Airways, marcando a abertura da nova rota Nairóbi-Istambul-Nairóbi.

É disponibilizado um novo serviço online, que permite aos passageiros sem bagagem baixarem o cartão de embarque para impressão.

2007

Novas rotas abertas para Nevşehir, Batum, Hatay, Medina e Eskişehir, juntamente com o novo serviço Istambul-Joanesburgo-Cidade do Cabo.

A Turkish Airlines ganhou o prêmio de qualidade nacional do setor.

2008

O estabelecimento da AnadoluJet facilitou muito a viagem entre Anatólia e Ancara.

Mais novas rotas abertas para Alepo, Merzifon, Sinop, Birmingham e Bagdá.

A Turkish Airlines entrou para a confederação global de companhias aéreas, a Star Alliance.

2009

Lançada a campanha publicitária "Feel Like A Star".

Novas rotas entram em serviço, voando para Uşak, Çanakkale, Ufa, Mashhad, Dakar, São Paulo, Bengasi, Gotemburgo, Toronto, Lviv e Jacarta.

2010

Mais rotas abertas a Acra, Dar es Salaam, Entebbe, Nakhichevan, Podgorica, Sochi e Washington.

A Turkish Airlines recebe o prêmio de Melhor Catering Aéreo na Classe Econômica da Skytrax.

2011

Mais rotas abertas para Cantão, Xiraz, Valência, Arbil, Toulouse, Málaga, Gênova, Basra, Salônica, Nápoles, Najaf, Cabul, Sulaymaniyah, Islamabad e Turim.

O site corporativo da Turkish Airlines é lançado com uma nova interface, no endereço www.turkishairlines.com.

2012
A Turkish Airlines levou a tarefa de ser a frota mais recente e mais moderna da Europa a um novo patamar com a adição de sua ducentésima aeronave. A abertura de um centro de treinamento aprovado pela IATA (International Air Transport Association) foi uma novidade na Turquia. Os passageiros elegeram a Turkish Airlines como a “Melhor companhia aérea da Europa” no Skytrax Awards. Ela também ganhou como “Melhor companhia aérea do sul da Europa” e “Melhor assento da Classe Econômica Premium” por seu serviço Comfort Class. Começou o serviço de Wi-Fi de bordo para os passageiros.

2013

A Turkish Airlines ganhou o título da companhia aérea que voa para mais destinos do que qualquer outra no mundo. O lema "Globally Yours" foi modificado para "Widen Your World". O lema foi lançado em diversos países do mundo, com um novo comercial com Kobe Bryant e Lionel Messi. O lançamento em Los Angeles contou com a participação do famoso jogador de basquete Kobe Bryant. Com 48 milhões de passageiros, a Turkish Airlines tornou-se a segunda maior companhia aérea de transporte de passageiros da Europa. Ela foi eleita como a “Melhor companhia aérea da Europa” no Skytrax pela terceira vez consecutiva e também recebeu o prêmio Skytrax de “Melhor serviço de bordo da Classe Executiva do mundo”. Como parte da Série final da turnê europeia de 2013, que teve lugar na Turquia, o famoso golfista Tiger Woods deu uma tacada da Ásia para a Europa na ponte do Bósforo em Istanbul. A Turkish Airlines tornou-se patrocinadora do gigante do futebol alemão e campeão da Bundesliga Borussia Dortmund, bem como sua companhia aérea oficial. Um acordo de patrocínio também foi assinado com um dos times de futebol mais importantes da Inglaterra, o Aston Villa, para a temporada de 2013-14. A companhia aérea assinou um acordo de patrocínio com a Liga europeia de basquete que deve perdurar até 2020. O lounge especial de passageiros, chamado Lounge Istanbul, foi aberto no Aeroporto Atatürk, oferecendo mais conforto turístico para quem possui o cartão Elite e Elite Plus e para passageiros da Classe Executiva.

2014

Como nos últimos três anos, a Turkish Airlines ganhou mais uma vez o prêmio Skytrax de “Melhor companhia aérea da Europa”. “Não tem sentido ser a companhia aérea que voa para o maior número de destinos no mundo se ainda há lugares na Turquia para os quais não voamos...” Essa foi a mensagem do comercial “Sonhando” que quebrou recordes de visualizações na Internet neste ano. O comercial “Amplie seu mundo” da Turkish Airlines contou com a participação de Didier Drogba e Lionel Messi. O comercial tornou Didier Drogba um embaixador da nova marca Turkish Airlines. Um documentário da Turkish Airlines foi ao ar nos canais Nat Geo People e National Geographic, dando a milhões de espectadores a oportunidade de testemunhar a complexidade do fornecimento de um serviço para tantos passageiros, tanto em terra quanto no ar. O conjunto de sono Sky Illusion tornou-se disponível para passageiros de voos longos. Este ano marcou o início do blog de viagens, no qual a equipe da cabine e o pessoal da Turkish Airlines ao redor do mundo compartilham suas ideias e opiniões. Foi também o início do serviço TourIstanbul, projetado para ajudar os passageiros a fazerem bom uso de seu tempo de espera. A loja virtual shopandmiles.com abriu para funcionamento, permitindo que os passageiros gastem suas milhas on-line. Os idiomas alemão, japonês, árabe, francês, italiano, português, chinês e russo foram adicionados ao serviço de compras on-line, que já estava disponível em turco e inglês.

2015

O Arabic Call Center entrou em operação, oferecendo um serviço de língua árabe para 10 países no Oriente Médio e norte da África. A Turkish Airlines entrou no Guinness Book por ter encomendado o prédio do mais alto castelo de areia do mundo no Virginia Key Beach Park em Miami. Um acordo de patrocínio foi assinado com a UEFA como “a primeira companhia área parceira oficial” para a UEFA EURO 2016, a ser realizada na França. A companhia aérea tornou-se patrocinadora do 52º Festival Internacional de Cinema Golden Orange de Antalya. A Turkish Airlines assinou seu nome no İstanbul-Flow Motion, um dos mais fortes filmes sobre Istambul até hoje. Ela se tornou parceira oficial da Copa dos campeões de rúgbi europeia. De acordo com o Relatório das 50 maiores companhias aéreas da BrandFinance, o valor da marca Turkish Airlines aumentou de US$ 1,6 bilhões em 2012 para US$ 2,2 bilhões em 2015. Em 2015, a companhia aérea também foi escolhida pela revista IR como tendo as “Melhores relações com investidores” na Turquia. No Skytrax Awards de preferência dos passageiros, a Turkish Airlines ganhou “Melhor serviço de lounge da Classe Executiva” pela segunda vez, “Melhor serviço de bordo da Classe Executiva” pela terceira vez e “Melhor companhia aérea da Europa” pela sétima vez.

2016

  • We have been selected as the “Best Airline in Europe” for the 6th consecutive year (2011-2012-2013-2014-2015-2016).
  • For the 4th consecutive time, we have been granted the”Best Business Class Onboard Catering” award (2013-2014-2015-2016).
  • For the 3rd consecutive time, we have been granted the”Best Business Class Lounge Dining” award (2014-2015-2016).
  • We have been selected as the “Best Airline in Southern Europe” for the 8th consecutive year (2009-2010-2011-2012-2013-2014-2015-2016).
  • Our Ivano-Frankivsk, Bogota, Panama, Dubrovnik, Atlanta, Kosice, Hanoi, Cluj, Victoria, Zanzibar, Havana, Karakas destinations have been added

2017

  • Turkish Airlines corporate website has been launched with a new interface on turkishairlines.com. Alongside the available languages of Turkish, English and German, our website can now be viewed in Japanese, French, Italian, Spanish, Portuguese, Korean, Chinese and Russian.
  • The new Turkish Airlines mobile application was launched.
  • Our brand and logo, previously named Turkish Corporate Club, has been renewed as Turkish Airlines Corporate Club.
  • For the 5th consecutive time, we have been granted the “Best Business Class Onboard Catering” award (2013-2014-2015-2016-2017).
  • For the 4th consecutive time, we have been granted the “Best Business Class Lounge Dining” award (2014-2015-2016-2017).
  • We have been granted the“World's Best Business Class Airline Lounge”.
  • For the 9th consecutive time, we have been declared as the “Best Airline in Southern Europe” (2009-2010-2011-2012-2013-2014-2016-2017).
  • Our Konakri, Harkiv, Balıkesir-Edremit, Voronej, Samara, Phuket destinations have been added